A dormência emocional.

Faça um esforço para sair da dormência emocional.

Às vezes saímos tão machucado das nossas crises que preferimos um congelamento dos sentimentos, só para não sentir a dor.

É como se preferíssemos a ausência de dor e também de satisfação.

Aquele olhar morto, e o corpo pedindo para não fazer qualquer movimento, e a mente ainda girando em círculos em torno da crise, isso precisa mudar urgente.

Um eu fragmentado, abatido, mas emocionalmente anestesiado. É como se os sentimentos não se interligasse mais dentro de si, pois os fragmentos prejudicaram a continuidade do ser.

Se recupere, junte os cacos, siga adiante.

Desembote o coração, se abra para receber ajuda.

Deixe que uma Força Superior te ajude a juntar os fragmentos.

Repita: só por hoje, cuidarei de mim mesmo.

Não há situação que não possa ser melhorada.

Normalmente nos sentimos derrotados por inúmeras coisas juntas.

Procure resolver uma coisa de cada vez.

Procure viver um dia de cada vez.

Estabeleça uma prioridade para o que tem que fazer. Não desanime e faça uma coisa por vez.

Faça um esforço para tirar a mochila carregada de problemas das suas costas e decida carregar uma coisa de cada vez.

É permitido se sentir angustiado. É permitido sentir medo.

Mas, saiba que isso tem remédio. Você pode procurar ajuda profissional.

Se fortaleça.

Deixe que seu caminho seja iluminado.

Saia da escuridão espiritual.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta