A certeza negativa.

A certeza negativa é diferente da incerteza.

A incerteza pode ser ingrediente do processo, mas a certeza negativa é um veneno, é a mutilação do espírito humano.

-Jamais vou encontrar uma pessoa honesta e carinhosa.

-Jamais vou encontrar um emprego que reconheça as minhas qualidades.

-Nunca vou resolver isto.

-Nunca vou encontrar a saída.

-Não vai dar certo.

E no final, a profecia derrotista acaba se concretizando.

Devemos por todo custo abandonar esse comportamento negativo.

Isso é também diferente do pessimismo, que é o de olhar o copo sempre meio vazio.

O derrotista já entrega a partida antes mesmo dela começar – nega a sua própria capacidade de ser feliz.

É sinal de uma auto-estima baixa, e tem implicações nos diversos setores da vida.

Faz mal à própria saúde, enfraquecendo o seu sistema imunológico, abrindo caminho para todo tipo de doença.

Corrói o seu capital social, condenando os seus relacionamentos e impedindo-o de agregar outros novos, aliás, atraindo apenas o relacionamento com outras pessoas com o mesmo tipo de pensamento negativo.

O derrotista cria um mundo particular, dominado por uma ruminação interminável dos problemas, reclamação de tudo e de todos, culpa a si próprio e aos outros e se faz de vítima em todas as situações.

Alguns especialistas dizem que o derrotista tem também um traço de perfeccionismo, apresentando a síndrome da bala mágica (magic-bullet-syndrome), acreditando e procurando sempre uma solução ideal e mágica para todos os problemas.

Enfim, é um comportamento anti-felicidade e que prejudica mais a si mesmo.

Devemos ficar sempre atentos para qualquer sintoma dessa natureza e adotar vacinas para nos imunizarmos contra essa moléstia.

Algumas recomendações eu já apresentei em postagens anteriores das quais selecionei as seguintes:

Pare de ruminar os problemas.

Lute contras os pensamentos pessismistas.

Dê um trato a critica interna.

Pense positivamente.

Pensamentos negativos.

Uma recomendação que li recentemente e que achei interessante, é aprender a pensar sobre o pensamento. Analisar o que está pensando.

O pensamento negativo vem sem ser convidado, e fica presente sem ser notado. Ao pensarmos sobre o pensamento negativo, vamos nos dar conta da sua presença, e isso já é o início do processo para evitá-lo.

Tenha sempre à mão a Oração da Serenidade.

Passe adiante.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta