A benção de durar mais que os próprios julgamentos.

A maturidade nos permite rever sempre os nossos próprios julgamentos. Ainda bem que temos a capacidade de rever as nossas convicções. Podemos mudar o julgamento que fazemos de coisas e pessoas e aprender novas lições.

Temos sempre a chance de crescer, amadurecer e ver o mundo com um olhar renovado.

É uma benção, ao envelhecer, poder viver mais e durar mais que os próprios julgamentos. O prazer de ver algumas coisas que você dava como certas caducarem antes de você.

Acreditamos em cada coisa, e com o tempo revisamos, consistimos e mudamos a nossa percepção. Isso acontece em grande parte porque nos transformamos internamente, crescemos por dentro.

Um novo olhar:

Um novo olhar lançado ao seu mundo externo é capaz de mudar esse mundo, à medida que a percepção é alterada.

Tenha sempre em mente se manter no rumo do crescimento pessoal, se tornando uma pessoa melhor, um dia de cada vez.

Já sabemos que não entramos num spa e saímos pessoas renovadas num final de semana. É preciso diligência e determinação para fazer o que está ao seu alcance para se aprimorar constantemente. Esteja feliz com a pessoa que está se tornando, toda vez que se olha no espelho pela manhã.

A vida é cheia de idas e vindas, e assim acontece com os nossos julgamentos, ora concordamos, um pouco mais adiante repensamos e aventamos a hipótese de concordar. Não significa que somos volúveis ou não temos opinião, mas a vida é dinâmica e podemos mudar de opinião. Não somos seres estáticos, petrificados, podemos evoluir e enxergar o mundo de maneira diferente.

Admiro cada vez mais as pessoas que ao longo da vida conseguem reescrever sua linha de pensamento com base nas lições que a vida lhe ensinou. Admitem que estavam erradas, estão abertas para aprender.

Há quem diga: “tem gente que não muda”. Mas até isso carece de verdade, pois todos mudam um pouco a cada dia, e esperamos que seja sempre para melhor.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta