A barreira da negação.

A negação me deixa de mãos atadas, pois não posso lutar contra algo que não reconheço como verdadeiro.

Em muitos casos, como nos ensinou a médica Elisabeth Kübler-Ross, começamos com a negação, e temos que vencer essa etapa para começar a agir e resolver os nossos problemas.

Enquanto estou na negação, é como se uma parede se colocasse entre mim e a imagem do problema, não há como enxergar, e aquilo que não enxergo, não posso resolver.

A negação é um processo natural do ser humano, e é ela que dá um tempo para que nos preparemos emocionalmente para alguma coisa negativa e pesada, e todos nós estamos sujeitos a isso em algum momento do nosso trajeto.

Negação:

No entanto, ficar indefinidamente no estágio da negação não nos ajuda a resolver a nossa vida.

Quando estamos em negação, recusamos olhar na direção do problema, minimizamos os seus efeitos e principalmente nos recusamos a reconhecer o problema, e nenhum dos comportamentos são positivos no médio e longo prazo.

A negação funciona como um colchão que nos protege emocionalmente quando caímos de uma altura grande, e é só isso. Depois da queda, não podemos ficar deitados no colchão. Temos que nos levantar, reconhecer que estamos ali no chão para nos darmos conta de que temos que nos levantar e seguir a vida adiante.

Examine o seu medo com honestidade e carinho para conseguir se levantar a despeito do medo.

Pense nas consequências negativas de ficar ali prostrado, estagnado.

Se deixe sentir medo e até expressar o medo. Se deixe emocionar.

Tente identificar alguns pensamentos irracionais e sem sentido que passam pela sua cabeça.

Escreva um pouco sobre isso, deixe as suas emoções se descarregarem no papel.

Abra o seu coração para amigos íntimos e familiares mais próximos. Seja bastante seletivo nessa tarefa.

Não se esqueça de procurar ajuda profissional quando a situação for insuportável.

Se dê conta que você nunca está sozinho. Há Alguém lá em cima que não dorme e nem pisca.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta