6 descobertas científicas provam que Felicidade faz bem à saúde

6 descobertas científicas provam que Felicidade faz bem à saúde

Um artigo muito interessante publicado na Universidade de Berkeley mostra 6 descobertas científicas que comprovam que felicidade faz bem à sua saúde.

Um breve resumo segue:

Felicidade protege o seu coração.

A felicidade pode predizer batimento cardíaco e pressão arterial, bem como variabilidade cardíaca. Estudos científicos consistentes, realizados em vários cantos do mundo comprovam que as pessoas felizes estão menos sujeitas aos riscos de desenvolver problemas cardíacos.

O seu sistema imunológico fica fortalecido quando você está feliz.

Dentre os inúmeros estudos realizados, um deles inoculou o vírus da gripe em 350 adultos. A constatação é de que aqueles que experimentam mais emoções positivas,  se apresentaram menos vulneráveis à gripe.

A felicidade combate o estresse.

O estresse processa um fenômeno complexo no nosso organismo, psicológico, fisiológico e hormonal. A felicidade ameniza estes efeitos e nos ajuda a recuperar do estresse mais rapidamente conforme estudos científicos.

Pessoas felizes sentem menos dores crônicas.

Muitos sintomas negativos de dores musculares, tontura e queimação no coração são reportados em menor escala nas pessoas felizes, e aquelas que, sofrem de algum desses males, melhoraram o seu estado de saúde ao experimentar mais emoções positivas e olhar com mais entusiasmo para a vida.

Felicidade combate doenças diversas e várias incapacidades.

O estado de saúde no longo prazo também é impactado pela felicidade, pois segundo estudos, especialmente na velhice, a felicidade é um predictor do envelhecimento saudável, sem o desenvolvimento de incapacidades.

Felicidade é longevidade.

Muitos estudos, e o mais famoso realizado com as freiras católicas mostraram que as pessoas felizes vivem mais, que no caso das freiras, ganharam 7-10 anos mais, quando comparado com suas colegas menos felizes.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta