2 – Se preocupar mais com os outros que com si próprio

O péssimo hábito de se preocupar mais com os outros nos cobra um grande pedágio.

Viver a vida dos outros e deixar de viver a sua própria vida é certamente um desperdício.

A vida é muita curta para ficarmos vivendo a vida dos outros.

Quando nos preocupamos mais com o que os outros pensam, o que fazem e o que sentem, deixamos de olhar para dentro de nós mesmos e acabamos sem saber o que realmente queremos e buscamos.

A vida em comunidade:

Saber dos outros é importante porque vivemos em comunidade, mas a excessiva preocupação com os outros é um indício forte de que não estamos vivendo a nossa própria vida.

Se pergunte a si próprio:

-Estou fazendo porque gosto, ou porque os outros gostariam que eu fizesse?

-Eu realmente gosto deste produto, ou vou comprar porque todos estão comprando e usando?

-Estou muito preocupado com o que os outros pensariam de mim quando tomo uma decisão ?

-Estou muito preocupado com o que os outros irão falar de mim?

-Estou muito preocupado com o modo como serei julgado pelas outras pessoas?

Algumas dicas:

-Toda vez que a sua mente colocar outras pessoas no palco de suas ações e decisões, acenda uma luz vermelha.

-Dê grande valor ao que você pensa, forme uma opinião própria sobre o que te acontece.

-Evite ficar perguntando aos outros – o que acha – o que pensa – gostou – não gostou. Confie no seu taco.

-Viva com alegria a sua individualidade, seus gostos e preferências – Goste de si mesmo.

Rubens Sakay(Beco)