Feeds:
Posts
Comentários

Se queremos um melhor amanhã, temos que nos empenhar no hoje, pois tudo que estamos fazendo exatamente agora tem um impacto enorme no dia de amanhã.

Isso vale também para as coisas importantes que não estamos fazendo, a dieta, o exercício físico, e tantas coisas importantes que estamos procrastinando há dias.

Faça o que tem que ser feito, e aposte que o futuro pode ser melhor, que os problemas serão resolvidos e que seus hábitos tóxicos serão abandonados.

Procure a companhia de pessoas que agreguem coisas boas na sua vida, e evite aquelas que só te prejudicam.

Se inspire nas pessoas que você admira, e mesmo que você faça do seu jeito, faça bem feito, faça o bem, seja virtuoso.

Temos que fazer a nossa parte, e nem mesmo aquele crente em Deus, após a oração, não fica sentado esperando tudo cair do céu. Há que se colocar em movimento, correndo atrás dos seus projetos, realizando os seus sonhos.

Olhe para todas as ações determinadas que você conduziu no passado e constate a importância que tudo isso tem na pessoa que você é hoje.

Nós construímos o futuro todos os dias, nas mínimas ações. Somos o produto dos nossos pensamentos e de nossas ações.

Não negligencie e nem deixe a vida em piloto automático, assuma o comando.

Hoje, só para variar um pouco, faça uma lista de 3 coisas importantes que precisa fazer, e saia a campo, execute, realize.

Mesmo que não consiga fazer tudo hoje, saiba que amanhã terá outras 24 horas novinhas em folha, mas perceba a importância de estar em atividade, em movimento, empenhado naquilo que está fazendo.

O cotidiano tem esse poder de nos colocar anestesiado, correndo atrás da agenda apertada, prioridades por vezes sem lógica, mas temos que dar uma parada para refletir sobre aquilo que traz sentido às nossas vidas.

Viva com significado, faça o que é importante, e faça hoje.                                                          R.S. Beco

A sua resposta

Ninguém neste planeta está tendo as mesmas oportunidades que você está tendo.

A sua vida é única assim como é único o caminho que você está trilhando.

Qual é a sua resposta à vida? Você se sente grato pela vida que te foi oferecida?

Não temos controle sobre o nosso nascimento e nem sobre a herança genética que nos foi legada, mas a nossa latitude para viver uma vida plena é enorme.

Pegue um ovo que foi fertilizado e deixe por várias semanas à temperatura ambiente, e você vai ter um ovo podre.

Pegue o mesmo ovo e deixe por várias semanas à temperatura de 37,5 graus centigrados e gire 3 vezes ao dia e você vai ter um pintinho.

O mesmo material genético pode gerar um resultado surpreendentemente diferente a partir do ambiente, da maneira como foi cuidado.

Nós também somos assim. A depender das respostas que damos à vida que nos foi presenteada, podemos ter resultados muito diferentes.

Tenha uma atitude sempre positiva frente à vida. Dê respostas construtivas, valorize a si mesmo e leve uma vida da qual não vai levar nenhum arrependimento.

As oportunidades que você está tendo são únicas e ninguém vai repetir o trajeto que você está fazendo.

As escolhas são suas, as decisões também, e como a vida não tem replay, é bom levar a sério o que você faz da vida.

Se dê conta da alegria que é saborear tudo que nos é oferecido. Dê graças por todos os relacionamentos que foram agraciados.

Temos uma chance muito pequena de conhecer as pessoas que chegamos a conhecer e devemos experimentar uma imensa gratidão por ter os nossos caminhos definitivamente cruzados.

Eu dou graças por tudo que recebi até então e peço pela iluminação para ter sempre uma resposta positiva a tudo que a vida me oferecer.

R.S. Beco

As pessoas felizes fazem da felicidade um hábito, uma atitude, um modo de levar a vida, que faz com que encontrem a felicidade com mais frequência, e como isso diz pouca coisa, resolvi listar várias coisas que diferenciam pessoas felizes.

1-Pessoas felizes não se apegam aos aborrecimentos e deixam passar as coisas sem importância. Não guardam tantos ressentimentos, raiva e deixam ir embora os pensamentos negativos.

2-Tratam todas as pessoas com gentileza e afeição e com isso se beneficiam da geração de neurotransmissores como o hormônio do bem-estar, a serotonina, que fortalece os relacionamentos e emoções positivas.

3-Olham os problemas como oportunidades para aprender alguma lição e melhorar em algum aspecto.

4-São gratas por tudo que a vida lhe oferece, e feito isso estão sempre de bom humor, o que as ajuda a lidar com o estresse cotidiano.

5-Sonham acordado, tornando a vida desperta um manancial de projetos, ideias e possibilidades para si mesmo, acreditam na sua capacidade e, portanto, empreendem, conquistam e realizam grandes coisas.

6-Não fazem tempestade em copo d’água, aferindo a importância que cada coisa tem na sua vida, evitando se aborrecer de maneira desproporcional com pequenas coisas.

7-Falam bem dos outros, evitando fofocas, disse me disse, procurando se alimentar de bons pensamentos dos outros e de si mesmo.

8-Evita dar muitas desculpas, e com isso o sentimento de culpa e de inadequação e incapacidade.

9-Procura viver e saborear o momento presente, se desligando das assombrações do passado e dos medos do futuro.

10-Evita tantas comparações com outras pessoas especialmente relacionadas aos bens materiais, status e prestígio.

11-Estão sempre cercadas de pessoas positivas, escolhendo bem com quem quer compartilhar o seu tempo.

12-Possuem ouvidos atentos e generosos e estão sempre prontos para ouvir, mais do que falar, ter razão ou colocar o seu ponto de vista.

13-Aceitam e saboreiam a vida em tudo, sem prepotência e arrogância de quem acha que deve mudar o mundo e as pessoas.

14-Dormem bem, se alimentam adequadamente, praticam exercício físico, meditação e simplificam bastante suas vidas cotidianas.

15-São honestas, generosas, amigas e estão sempre prontas a ajudar.

Poderíamos seguir com mais coisas, mas acho que vocês entenderam o que caracterizam as pessoas felizes.

Pratiquem e deixem a felicidade fazer parte de suas vidas.                                                         R.S. Beco

Tire proveito da crise, sempre ouvimos. Mas sabemos que é muito difícil atinar sobre isso no meio da tempestade.

Mas o nosso cérebro e a nossa intuição aprende em qualquer situação. Saiba que enquanto você está apavorado com tudo de ruim que está te acontecendo, alguma coisa está mudando em você.

Um pouco mais adiante, olhando a crise depois que aconteceu, podemos rememorar e nos dar conta das lições que aprendemos.

Posso me sentir grato por alguma coisa?

Sou uma pessoa melhor?

Sou uma pessoa renovada?

As crises nos ensinam coisas valiosas, e uma delas e cuidar de si mesmo.

No meio da tempestade nos sentimos desamparados e impotentes, mas aprendemos também que nunca estamos sozinhos.

Basta olhar para cima, e basta olhar para o seu passado para se dar conta de que você nunca esteve verdadeiramente abandonado. Há sempre Alguém olhando por você, e Ele nunca dorme e nunca pisca.

Aprendi com a crise a pedir e aceitar ajuda, e essa ajuda pode vir de onde menos você espera.

Esteja perto das pessoas que você gosta e que gostam de você, seus amigos, seus familiares.

Se afaste das pessoas tóxicas e negativas, aquelas que sempre sugerem algo impraticável e perigoso.

Aprenda também a estar bem consigo mesmo, e saiba que no fundo do lago a água é sempre calma. Procure dentro de você mesmo a serenidade que você precisa para enxergar os caminhos, clarear suas decisões.

Difícil dizer qual foi a lição mais importante que aprendi na crise, mas sem dúvida me ocorre sempre me livrar da prepotência.

Sempre me julguei uma pessoa capaz de enfrentar qualquer coisa, mas a vida me ensinou que não sou assim tão poderoso. Aliás, não sou nada poderoso, pois há tanta coisa que realmente está fora do meu controle.

As adversidades me ensinaram a valorizar o que a vida me oferece, e que é muito.

Sempre me dou conta de quanto eu melhorei, me desnudando de tantos hábitos ruins que atrapalhavam o meu crescimento pessoal.

Não quero problemas e tampouco desejo crises, mas tenho que reconhecer que me tornei uma pessoa melhor depois delas.

R.S. Beco

Não importa quantas vezes você vai cair, ao final, procure estar sempre de pé, encarando a vida de frente.

O ditado japonês que gosto de repetir – cair sete vezes, se levantar oito – significa que sempre você estará de pé, não importante quantas vezes a vida te coloque para baixo.

A vida é assim mesmo, e ela tem a capacidade de nos colocar de joelhos, mas a nossa tarefa é se levantar e seguir adiante, sem reclamar, pois ninguém recebeu mais problemas que a sua capacidade de resolver.

As adversidades moldam o caráter, e cada uma delas guarda lições que temos que aproveitar.

Nada vem por acaso, inclusive as tempestades. Nada vem de graça, é preciso lutar para conseguir qualquer coisa na vida.

Sei muito bem que há ocasiões que achamos que é demais, e não vamos aguentar a barra, mas é bom saber que a energia e a coragem para enfrentar o que vier está dentro de cada um.

Um amigo querido que nos deixou muito cedo me dizia que homens são como nozes, o melhor é revelado quando esmagados. A nossa força extrema, e coragem inigualável é posta à prova quando enfrentamos as maiores dificuldades.

Toda vez que você estiver numa dificuldade muito grande, saiba que o melhor de você está sendo solicitado para dar provas da sua bravura, e você vai dar conta.

Sou uma pessoa determinada. Aprendi isso com minha mãe e acho que passei para meus filhos.

Não devemos ficar pensando muito se devemos fazer as coisas trabalhosas, enfadonhas ou desgastantes. A vida exige ação, e temos que arregaçar as mangas e colocar mãos à obra.

Não há caminho sem buracos nem curvas sem perigo. A vida nos ensina a enfrentar a vida. Os erros nos ensinam a não errar. Não temos que temer o que vem pela frente. Não devemos nos amedrontar diante do futuro, pois estamos empenhados em construí-lo agora mesmo.

R.S. Beco

Você pode ter uma vida de aventuras, muito dinheiro e conforto, mas não há nada que substitua a felicidade.

O mais importante é que não precisamos esperar para o ano acabar, e nem dependemos de ninguém para ser feliz, é algo que está ao alcance das nossas mãos.

Não há sorte grande que traga a felicidade, mas é uma sorte enorme descobrir o quanto estamos aptos a sermos felizes com aquilo que temos, nesse mesmo lugar, nessa exata circunstância.

A felicidade está dentro de você.

A felicidade está ao seu alcance, mas é preciso escolher ir ao seu encontro.

Dinheiro traz felicidade sim, mas apenas para aqueles que não acreditam que dinheiro traz felicidade.

Do mesmo modo, dinheiro não traz felicidade para aqueles que acreditam que dinheiro traz felicidade.

A sua vida material é potencialmente valorizada quando você encontra a felicidade dentro de si mesmo.

O paradoxo de Easterlin é isso. Pessoas que têm todo o conforto material, status e ainda assim é infeliz, certamente porque não fez o trajeto do crescimento pessoal de dentro para fora. Este paradoxo funciona ao contrário quando verificamos pessoas depauperadas, desprovidas de qualquer status e ainda assim são felizes, pois com certeza encontraram a felicidade dentro de si.

Quero mencionar Bronnie Ware que passou muitos anos cuidando de pessoas que retornam para casa para morrer, pacientes que foram liberados do cuidado hospitalar, pois a medicina já fez o que pode. Normalmente, como relata Bronnie, as pessoas morrem entre 3 a 12 semanas, e de maneira geral expressam 5 arrependimentos que ela relata no livro “The top five regrets of the dying” – os cinco principais arrependimentos ao morrer.

As pessoas se arrependem de não ter dedicado mais tempo aos relacionamentos, não ter levado uma vida genuinamente sua, de não ter expressado seus sentimentos, mas o relato mais importante é de não ter se dado a permissão para ser feliz.

Não há nada que substitua a felicidade, e é uma escolha que uma hora ou outra temos que fazer.

R.S. Beco

Alegria de fazer

Se algo deve ser feito, é inevitável fazer, escolha fazer com alegria.

A alegria não vem com mais esforço, e muitas vezes não vem com o resultado.

A alegria em fazer, viver, interagir, é uma atitude que temos que ter com tudo que fazemos na vida.

Não há inocência ou ingenuidade nisso. É melhor ser alegre que ser triste. É melhor para o espirito, para a saúde, para suas emoções e também para os relacionamentos. Ninguém gosta de ficar perto de pessoas que estão sempre maldizendo, reclamando em tudo que faz.

Até as tarefas mais simples podem ser executadas com alegria, e quando assim fazemos, somos mais eficientes, terminamos mais rápido, e colhemos melhores resultados.

Preste muita atenção no seu humor, na maneira como passa a maior parte do seu dia.

Se o seu padrão é estar emburrado, contrariado, empurrando as atividades com certa impaciência, você precisa fazer algo a respeito. Você deve estar se impondo um estresse que vai cobrar um pedágio na sua saúde.

Traga o sorriso do fundo do coração, aquele sorriso Duchenne.

Sinta-se bem na companhia de outras pessoas.

Sinta-se à vontade mesmo nas situações pouco confortáveis.

Aceite o que está fora do seu controle, e a vida vai parecer mais abundante.

Não lute contra o inevitável, apenas aceite, se adapte, se proteja e siga em frente.

Aprecie e saboreie a vida no que ela te oferece de melhor. Sinta-se uma pessoa premiada em ter a vida que tem.

Procure a companhia de pessoas que te coloquem para cima, contagie os outros e se deixe contagiar pela alegria dos outros.

Olhe para o seu passado e se dê conta de tanta coisa boa que já aconteceu.

Olhe para o futuro e perceba quanta coisa boa ainda está por acontecer.

Se concentre no agora, no dia de hoje e viva com alegria.                                        R.S. Beco

O medo dos outros

Muitas vezes nos munidos de coragem suficiente para a empreitada, mas somos bombardeados pelo medo dos outros, e isso acaba nos afetando.

Você vai se lembrar de algumas pessoas que você conhece, e que costumam fazer as seguintes perguntas quando você conta sobre o seu projeto:

Você é muito jovem, será que vai conseguir?

A sua experiência é limitada, será que você vai dar conta?

Muita gente dá com os burros n’água, será que você vai ter êxito?

Essas pessoas, quando não perguntam, afirmam coisas como estas:

O mar não está para peixes, e acho que a chance maior é de não dar certo.

Conheço muita gente como você que acabou na miséria.

Não digo que devemos fechar os olhos e ouvidos para os perigos que rondam o nosso caminho, mas temos que evitar que o medo dos outros nos paralisem, e as pessoas adoram despejar os próprios medos nos outros, e medo é o que não falta pra ninguém.

Somos seres moldados para o medo, e isso é o que nos trouxe aqui após milhões de anos de evolução, mas temos que entender que a imediata propensão para experimentar o medo que está gravado no nosso cérebro límbico, é desproporcional diante da realidade do homem moderno.

O nosso cérebro racional está louco para dar um pouco de razão ao seu cérebro emocional, mas nesse caso, o último é muito rápido em alterar o seu batimento cardíaco, esfriar a sua pele, e provocar tantos danos ao seu organismo, tais como atrapalhar a digestão, reduzir a libido, complicar a memória e prejudicar a saúde como um todo.

Esse processo é brilhantemente explicado pelo prof. da Universidade de Stanford, Robert Sapolsky no imperdível livro “Porque as zebras não tem úlceras”.

Mas voltando aos outros, temos que calibrar a nossa atitude para reagir serenamente quando os outros tentam nos contaminar com o medo, muitas vezes infundado, sem base nos fatos, simplesmente reflexo do próprio medo que não foram capazes de gerenciar.

Sinta medo sim, mas tenha a capacidade de agir a despeito dele.                                R.S. Beco

Temos que aproveitar a nossa evolução mesmo quando damos um pequeno passo e fazemos um simples progresso.

Nada na vida deve ser desprezado, e uma pequena graça, ainda assim deve ser recebida com as mãos abertas em profunda gratidão.

Quem agradece o que recebe está pronto para receber mais.

Não devemos jamais desanimar quando o progresso é pequeno, pois uma longa caminhada é composta de milhares de simples passos desempenhados com diligência e constância de propósito.

Tampouco devemos questionar severamente a nossa competência quando olhamos para o resultado modesto que conseguimos. Por outro lado, não prego o conformismo e a aceitação de resultados insatisfatórios. Temos sim que procurar um melhor desempenho todos os dias, sendo honestos e generosos consigo mesmo.

A vida é de luta, e o nosso dia começa resolvendo problemas, agendando tarefas e correndo atrás das prioridades, e nem sempre o resultado chega rapidamente. Temos que ter paciência e nos contentarmos quando os resultados chegam picados, um pouco de cada vez.

Aquele velho sonho de trabalhar pouco, pensar pouco e realizar um mundo de coisas, ganhar uma montanha de dinheiro, não encontra paradeiro na nossa realidade.

Muitas vezes, o esforço diário é premiado com parcos resultados. Temos que confiar no futuro e nas sementes que plantamos.

Já sou um sexagenário e sei bem o que é isso. Fiz planejamentos detalhados de muitas etapas da vida, e inúmeras foram as oportunidades em que me encontrei desanimado comigo mesmo.

Será que não me dediquei o bastante?

Deveria ter estudado mais?

Deveria ter persistido um pouco mais?

Hoje sei que as coisas não andam na velocidade do meu planejamento e não atendem a vibração da minha ansiedade, mas mesmo assim, acredito na vida, acredito no futuro, e mais do que isso, acredito em mim mesmo.

R.S. Beco

Prometa

Prometa a si mesmo que não descuidar nenhum minuto do seu crescimento pessoal.

Há ocasiões que temos que dar um desconto, conversas fúteis, propósitos duvidosos e atividades que não agregam em nada para a vida de ninguém, mas isso não deve ocupar a nossa vida inteira, ou vamos nos arrepender de ter desperdiçado tempo tão precioso com banalidades.

Assuma um compromisso consigo mesmo que vai se dedicar de coração a abandonar hábitos pouco saudáveis e vai desistir de algumas companhias que não só te puxam para baixo.

Ninguém é perfeito, e temos que aceitar as pessoas como são, mas não temos nenhuma obrigação de conviver com elas.

As pessoas que admiramos devem nos inspirar, pois representam um modelo de comportamento e atitude que queremos imitar. Por outro lado, as pessoas desprezíveis devem servir como um alerta para o caminho que podemos facilmente assumir cuidando de futilidades, se comportando de maneira desonesta e traiçoeira.

Se determine a concluir os seus projetos, a cuidar das amizades e dedicar bastante tempo ao convívio dos familiares.

Compre menos coisas e viva mais experiências.

Busque dentro de si, e encontrando as virtudes que você sabe estão lá, procure nutri-las para que sejam o alicerce da sua vida.

Prometa que vai se dedicar diligentemente a ser uma pessoa melhor a cada dia, e o descanso será quando o descanso chegar.

Aproveite a vida em cada trajeto, em cada detalhe e saboreie a experiência, o convívio e a alegria de viver.

Se dê o direito de ser feliz, pois este é o maior arrependimento das pessoas quando estão por deixar este mundo.

Prometa a si mesmo se desnudar das culpas e das mágoas e fazer de tudo para que o arrependimento não te acompanhe até o final desta jornada.

Simplesmente prometa ser feliz. Prometa a si mesmo.

R.S. Beco

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 269 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: