Feeds:
Posts
Comentários

A vida indivisível

Temos que aceitar a vida por inteiro, já comentei aqui várias vezes.

A vida é mesmo indivisível, e não podemos separar entre momentos bons e ruins. Não podemos escolher ficar apenas com a cereja do bolo.

A vida não é como um biscoito que comemos só o recheio e jogamos as tampas fora.

Se você não quer conviver com tantos conflitos e desacertos, é melhor levar a vida de maneira integra em todos os aspectos da vida.

Seja bom e sinta também a bondade bater à sua porta.

Quando você está tendo o melhor, é sinal que você está realmente dando o seu melhor.

A sua vida é completa com todas as partes, e uma coisa contamina a outra.

Se você é desonesto no trabalho, pode ter certeza que isso vai afetar a sua vida pessoal, e vice-versa.

Tirar vantagem dos outros implica em ser explorado de maneira indesejável algum dia.

Não devemos ficar sempre peneirando a vida, como se fôssemos guardar apenas os grandes eventos.

Os sofrimentos por que passamos, a dor e as perdas que deixaram registros na nossa alma, tudo isso contribuiu para sermos as pessoas fortes e resilientes que somos hoje.

Nada acontece na nossa vida por acaso. Os caminhos não escolhidos, as oportunidades perdidas e as tempestades que não conseguimos evitar. As glórias nas realizações, as vitórias além das expectativas, tudo se soma, e nada é desperdiçado.

A vida indivisível é plena e abundante e devemos aceita-la por completo.

Quando aceitamos a dor inevitável, também escolhemos atenuar o nosso sofrimento.

Quando aceitamos os fracassos e aprendemos as lições, ficamos mais preparados para os acertos e agradecidos antecipadamente pelas realizações que vamos encontrar um pouco mais à frente.

R.S. Beco

Missionários da CaridadeAdmiro a grandeza de certas pessoas, a vida rica que viveram. Não quero imitar, mas quero sempre tê-las como exemplos, inspiração para as escolhas que faço na minha vida.

Não quero ser Teresa de Calcutá ou Nelson Mandela, mas a nobreza da alma e a grandeza do coração que demonstraram me confirmam a fé que tenho na natureza humana.

Thérèse Jacobs-Stewart, uma terapeuta americana relata uma passagem quando se juntou a um grupo para realizar uma viagem temática à Índia, o que incluía dentre diversas visitas, aquela aos Missionários da Caridade em Calcutá.

Sabendo desse planejamento, os amigos da terapeuta juntaram doações financeiras para que ela levasse pessoalmente à Missão.

A visita à Missão levou os americanos aos modestos aposentos onde os necessitados eram atendidos. A terapeuta fez menção de entregar o envelope de dinheiro à pessoa que as guiava pela Missão, que informou a Madre Tereza estava na casa, e perguntou se eles gostariam de estar com ela, assim poderiam entregar o envelope pessoalmente.

Aguardaram pacientemente numa sala quando adentrou o recinto Madre Tereza que os recebeu carinhosamente, perguntou de onde vinham e o que faziam.

No meio do caloroso e inesperado encontro, a terapeuta retirou o envelope com o dinheiro e passou para Madre Tereza, explicando que os amigos de sua cidade haviam coletado para aproveitar a sua vinda a Calcutá.

Madre Tereza, segurou as mãos da terapeuta e disse: minha filha, que Deus te abençoe, e imagino que você queira o meu cartão. Ela respondeu entusiasmada que sim, e Madre retirou um pequeno cartão e passou para ela que guardou rapidamente sem sequer ler o que nele havia escrito.

Mais tarde, já tendo se despedido da Madre, a terapeuta retirou do bolso o cartão onde assim estava escrito: Deus, concedei-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para mudar aquelas que eu posso e sabedoria para perceber a diferença.

A serenidade é um estado de espírito tão abençoado que incluí essa mesma mensagem na abertura do meu livro.

R.S. Beco

Quando fazemos tudo na correria, deixamos de perceber detalhes que podem fazer a diferença na nossa vida.

O cotidiano nos prega peças, especialmente quando passamos correndo pelas tarefas e etapas do nosso dia. Em cada momento, há detalhes primorosos que marcam a nossa caminhada, e na velocidade, não vamos perceber.

Saia do piloto automático. Não despreze os detalhes, pois neles estão as dicas para o que vem pela frente. Como um pássaro que avisa de um perigo, ou um inseto que prenuncia a proximidade de um rio.

A vida guarda muitas surpresas, na maioria das vezes agradáveis, mas temos que sair um pouco dessa correria.

Não precisamos sair correndo pelas etapas da vida, como se estivéssemos numa gincana, loucos para terminar, chegar ao fim. Aliás, não estamos nem um pouco ansiosos para chegar ao fim, e por isso, temos que aproveitar, saborear com calma cada trajeto.

Me ocorre sempre os contatos que fazemos com as pessoas. Somos apresentados seguidamente a pessoas novas, e não sabemos quais se tornarão amigos de verdade e quais passarão pela sua vida sem deixar qualquer registro.

Precisamos atentar para os detalhes das pessoas, o que falam, como se expressam, e descobrir os valores que abraçam. Alguns contatos são mesmo protocolares, assim como o caixa do banco, mas outros acabam por se entrelaçar na sua vida por completo.

A vida é cheia de minúcias, e na leitura delas, nos detalhes das circunstâncias, encontramos muitas alegrias e ancoramos as nossas realizações.

Somos abençoados com grandes coisas, uma vez ou outra, mas o cotidiano, na sua uniformidade, guarda pérolas nas dobras dos minutos.

Porque correr tanto?

Onde vamos chegar com tanta acumulação material?

Aprecie mais a vida enquanto ela transcorre entre um objetivo e outro.                                                   R.S. Beco

Escolha bem

Esteja muito consciente das escolhas que faz na sua vida. Desligue o piloto automático e evite que te comandem como num controle remoto.

Escolha bem por onde quer trilhar, e torne a sua vida mais produtiva e prazerosa.

Uma vida trilhada por caminhos tortuosos pode te levar a destinos indesejados.

Não se deixe iludir por atalhos incertos. Perigos inesperados e terrenos pantanosos podem complicar o seu trajeto.

Esteja sempre ciente da sua capacidade e tenha expectativas realistas.

Realizamos os sonhos, mas também sonhamos o possível.

Os caminhos que vamos encontrar pela frente são desenhados com antecedência pelo comportamento que mostramos em trechos anteriores. Uma atitude positiva e construtiva conduz a realizações que vamos nos orgulhar.

Use a sabedoria e escolha bem. Não faça de qualquer jeito, pois não podemos rebobinar e fazer diferente.

Mas a vida é surpreendente, e tudo que fazemos de bom, milagrosamente, abre as portas para oportunidades além da nossa imaginação.

A vida é abundante, e vivemos sempre a situação de escolher entre várias alternativas. Experimentamos dúvidas, dilemas e a insegurança podem nos emperrar.

Não há caminho totalmente seguro, e nem todas as consequências podem ser quantificadas a priori.

Com um pouco de dúvidas, um tiquinho de insegurança, mas uma confiança enorme em si mesmo, você deve seguir, escolhendo o que for melhor para você.

Se habitue a escolher sem grandes tormentos e ruminações. Para a grande maioria das decisões, aquelas simples, escolher bem também significa não elucubrar em demasia. A ciência mostra que muitas escolhas também trazem insatisfação. Simplifique a sua vida, as suas escolhas e seja feliz.

R.S. Beco

Nada vem de graça, de bandeja, uma mega-sena da virada em cima da sua cabeça é completamente improvável.

Sei que você merece tudo que tem recebido, e vai receber muito mais, mas é preciso ir atrás, fazer por onde.

Ao fazermos corpo mole, estamos pedindo para receber exatamente isso, algo desprezível e decepcionante.

Não se decepcione com a vida, e dê tudo de si, para assim receber tudo que tem sonhado.

As injustiças estão por aí, loucas para achar uma morada. Não dê chance, esteja no leme do seu barco, fazendo o que é certo, honesto, e da melhor maneira possível.

Se veja como você realmente é, uma pessoa generosa, correta e dedicada, mas aja de acordo, e a vida vai lhe retribuir de maneira surpreendente.

Não fique nas costas dos outros, se aproveitando, se escorando, pois vai receber o mesmo um dia, e sei que você vai detestar.

É sempre uma tentação fazer menos, empurrar com a barriga e esperar um bom resultado.

O fato é que, com tanta negligência com a própria vida, nunca estaremos satisfeitos com os lugares onde aportamos e as com as pessoas que nos acompanham.

Quem leva a vida sem seriedade, acaba sempre acompanhado de pessoas da mesma estirpe, como naquele ditado inglês: birds of the same feathers flock together – pássaros de mesma penugem voam juntos.

A vida é preciosa e abundante, e não podemos nem pensar em desperdiçar.

Tem hora para tudo, descansar, trabalhar, elaborar, se divertir, criar e inovar. Há que se dar espaço para o exercício das virtudes da generosidade, compaixão e amor.

Com todas as oportunidades que aparecem todos os dias, o único pensamento que cabe é que eu mereço, vou atrás e vou fazer por merecer, dando tudo de mim, fazendo o melhor que posso.

R.S. Beco

Um impulso forte

De vez em quando, precisamos dar um impulso forte aos nossos projetos.

Podemos ficar esperando por um empurrão, ou uma ajuda providencial, mas devemos buscar essa energia dentro de si mesmo, e dar um impulso encorajador e eficiente.

Quando levamos a vida com o mesmo nível de energia, corremos o risco de ficarmos empacados, pois as dificuldades se alteram de nível, de gravidade e exigência.

Ao sentir que a vida está querendo estagnar, junte a energia necessária para dar um verdadeiro impulso, dar uma velocidade maior à sua vida.

O melhor momento para fazer isso é no início do dia, quando o seu corpo está mais energizado, e as demandas ainda não começaram a pressionar.

Comece o seu dia forte, com bastante energia, atacando logo de cara uma barreira que julgava muito grande.

Surpreenda os outros e a si mesmo, aparecendo todo suprido e disposto para enfrentar o que precisa ser enfrentado.

As dificuldades são do exato tamanho da nossa capacidade, mas às vezes nos esquecemos e ficamos desanimados.

Construa o melhor com a sua capacidade acumulada, lance mão dos seus preciosos contatos, peça alguma ajuda e vá em frente.

Reveja os fracassos recentes e vasculhe por alguma dica, alguma lição que não foi aprendida.

Nada vem de graça, e aquilo que tem grande valor, também exige um esforço excepcional, e você está pronto para isso.

Evite as mil desculpas e razões para procrastinar, adiar e empurrar com a barriga.

Respire fundo, jogue toda energia e veja o movimento acontecer. Se sinta revigorado e entusiasmado quando a vida começa a ganhar velocidade.

Deixe um pouco de lado as preocupações, e mire adiante nos resultados possíveis.

Seja realista, acredite em si mesmo e tudo vai dar certo.                                                            R.S. Beco

Temos uma tendência de descuidar de si mesmo, especialmente quando estamos em meio a crises e acumulo de problemas.

Nessas circunstâncias, pensamos somente na crise, ficamos obcecados pelos problemas e descuidamos da nossa saúde, e não é a toa que adoecemos.

Sem dúvida temos que pensar nos problemas e procurar sair do olho do furacão, mas sem descuidar de si mesmo, e algumas dicas podem funcionar.

Primeiro de tudo, o repouso e a alimentação adequada estão no topo da lista.

Ficamos tão atarefados que negligenciamos da alimentação, e o tempo curto e o estresse nos afastam do repouso.

O mundo não vai acabar, e é preciso comer alguma coisa. Procure carregar alguma coisa na mochila, uma fruta, uma barra de cereais e quando o tempo apertar dê esse trato ao corpo.

Ao chegar em casa exausto, não procure distração para não pensar nos problemas. Quanto mais você tenta afastar um determinado pensamento, mais ele fica colado na sua mente. Tome um banho quente e vá dormir. Amanhã é um novo dia, e novas vinte e quatro horas estarão à sua disposição.

Evite o isolamento, procure os amigos e valorize uma conversa informal sobre coisas boas, positivas.

Procure se beneficiar do toque físico entre os amigos e familiares, um aperto de mão, um tapinha nas costas.

A Dra. Tiffany Field, maior especialista na ciência do toque físico, dentre inúmeros experimentos, constatou que os alunos que chegam à sala e são recebidos pelo professor com um tapinha nas costas, contribuem mais durante a aula. O mesmo acontece com estudantes que recebem da bibliotecária, um pequeno toque nas costas da mão ao pegar um livro na biblioteca. Estes acabam lendo mais.

Desde bebes, precisamos de carinho, contato físico, e quando estamos no meio da crise, é tudo que precisamos e devemos procurar.

Fique perto das pessoas, perto do calor humano. Não fique obcecado em sair da crise, pois a mente perturbada é limitada pela própria sobrecarga mental. É como um computador que trabalha mal com o aquecimento dos circuitos.

Busque a serenidade, pratique exercícios físicos e deixe a mente se arejar. Os caminhos vão se abrindo e as soluções acabam aparecendo.

Cuide de si e fique bem. Isso também vai passar.                                                                      R.S. Beco

O que vê pela frente

Há momentos que olhamos para frente e só enxergamos problemas. Isso tem que passar. Temos que ter a capacidade de enxergar além dos problemas, perceber as oportunidades de crescimento.

O mundo apresenta ilimitadas oportunidades, perceber, escolher e empreender é o que temos que fazer.

Se o seu horizonte é só poeira, respire fundo, deixe os galhos caírem e a nuvem passar. Um pouco de paciência e a visão vai clarear.

Temos que olhar a nossa vida com otimismo. Enxergar as coisas boas que vem pelo caminho todos os dias.

Até mesmo os problemas guardam lições que temos que aprender.

Quando ficamos somente na negatividade, os problemas tomarão conta da nossa mente. Até mesmo os mais miúdos são capazes de provocar uma ruminação interminável.

Não fique com a mente obcecada pelo que tem para fazer. Veja o quanto você já concluiu. Sei que não foi fácil chegar aonde chegou, e você foi valente, perseverou e chegou até aqui. Você pode chegar além.

Não invente muitas desculpas e não entre pela auto-depreciação, duvidando da sua capacidade em cada tarefa a ser cumprida.

O que você vê pela frente depende da sua atitude frente à vida. Pessoas pessimistas e negativas sempre focarão nas pedras enormes, enquanto que as otimistas e perseverantes enxergam as pedras, mas pensam logo em utilizá-las como uma escada. Uma pedra pode ser um muro ou uma morada.

Se o mundo te parece ameaçador e catastrófico, escolha por um momento, mudar o seu modo de olhar.

Comece pelas pequenas coisas e situações do cotidiano. Olhe para o seu pequeno espaço e perceba coisas boas, e oportunidades de melhorar. Começamos a melhorar o mundo pelo nosso pequeno espaço. Fazemos o bem ao mundo fazendo o bem para as pessoas que nos cercam.

Olhe um mundo com bons olhos e ele vai se transformar, para o seu bem.

R.S. Beco

A valiosa liberdade

A liberdade que usufruímos hoje é muito valiosa, e podemos fazer quase tudo na nossa vida. As nossas escolhas são variadas, a discricionariedade é enorme e tudo isso é razão para nos afastarmos da escravidão, seja do consumo, dos costumes e hábitos nocivos que outros podem tentar nos impor.

A sociedade de consumo é muito forte, e a propaganda lança mão de recursos científicos sofisticados para nos enganar e nos empurrar para coisas que sequer pedimos, e pior, detestamos.

A nossa liberdade foi conquistada, é um valor sem tamanho, e temos que preservar a todo custo.

Uma das receitas é manter a vida simples, sem tanto apelo consumista, adiar um pouco qualquer compra até que a vontade passe.

Quando ficamos muito no piloto automático, ao sabor do mercado, somos presas fáceis para as perversas técnicas de venda.

Temos que nos desligar um pouco do que falam, pensam, usam e alardeiam, enfim, deixar fluir com naturalidade a nossa própria vontade.

Aquilo que os atores usam nas novelas tem um propósito, e pode ser diverso do seu. Fique atento para o que te puxa para o consumo, pois quase sempre atende os interesses de outros.

Em tempos de eleição, nem é preciso lembrar acerca da liberdade que temos que exercitar para escolher quem julgamos melhor.

Nas relações amorosas temos que preservar o nosso espaço, os limites, e evitar que nos manipulem, o que ocorre com muita frequência.

Ser livre significa ser você mesmo, preservar a sua individualidade, autonomia e independência.

A liberdade é um valor inalienável, temos que preservar a nossa e respeitar a dos outros.

Qualquer sociedade evolui à medida que a liberdade se desenvolve. Muito se fez e vidas foram sacrificadas para chegarmos aonde chegamos. Temos que valorizar e preservar o que nos é tão caro.

Respeite os outros, e sobretudo, cuide de si, e não deixe que avancem o sinal contigo.

R.S. Beco

A desonestidade limita os nossos caminhos, enquanto a honestidade nos dá a liberdade de escolher, caminhar, empreender. As opções se restringem, e os amigos do peito se afastam e os familiares se sentem envergonhados quando escolhemos o caminho tortuoso.

Passamos a pertencer a outra classe, outra tribo.

A desonestidade limita os nossos relacionamentos, pois vamos conviver com pessoas que compactuam com o nosso comportamento.

Acredito que seja difícil viver em paz sendo desonesto, pois quando somos honestos, temos a verdade do nosso lado, ao passo que o contrário, estamos desamparados , entregues à maldade e a mentira.

A honestidade dá durabilidade aos relacionamentos, enquanto que o contrário traz uma efemeridade às conexões, um interesse espúrio, volúvel e dissimulado.

A honestidade implica em tratar tudo e todos com a verdade, e quando assim fazemos, descobrimos que somos verdadeiros consigo mesmo.

A honestidade é uma virtude que está dentro de cada um, nascemos assim, mas podemos muito bem aniquilá-la à medida que agimos contrariamente.

Podemos ser ricos materialmente, mas temos que construir agregando valor, e não destruindo o valor de terceiros, destruindo as instituições e a sociedade.

A sabedoria é construindo em cima de bases sólidas, e a desonestidade é um terreno extremamente pantanoso.

Não devemos escolher os caminhos que vamos percorrer baseados na desonestidade, ou vamos nos encontrar ao final da vida com as duas decepções que já comentei diversas vezes.

Descobrir que a velhice chegou muito cedo, e a sabedoria chegou muito tarde.

Como ouvi ontem, a vida não tem replay e temos que viver sem arrependimentos, verdadeiros consigo mesmo, honesto nas mínimas coisas.

R.S. Beco

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 234 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: