Feeds:
Posts
Comentários

Logo vai frutificar

OLYMPUS DIGITAL CAMERATemos que desenvolver a paciência e esperar os frutos que certamente virão.

Vejo as flores da seriguela no meu quintal. As flores já recobrem as ponteiras dos galhos. Sei que os frutos não demoram a chegar.

Na vida é assim também. Plantamos as sementes, apreciamos o desenvolver das plantas, admiramos as flores, mas ficamos muitos ansiosos para ver os frutos. Tantos projetos, tantas iniciativas, muito esforço, sérias decisões, e no final, queremos os frutos, e não conseguimos conter a ansiedade e a apreensão.

Será que vai frutificar?

Será que verei os frutos deste projeto?

Devo acreditar naquilo que faço, nas minhas boas intenções. Os frutos virão, no seu tempo, e não devo apressar a natureza.

Depois que fiz a minha parte, tenho que acreditar, ter fé, confiança e paciência.

Damos duro, fazemos tudo direito, apostamos alto e negligenciamos muita coisa para ver os frutos penderem dos galhos das nossas empreitadas.

Recomendo sempre que saboreiem os pequenos frutos do seu trabalho no seu cotidiano.

Não espere para ser feliz quando o grande resultado aparecer. Ninguém deve adiar a felicidade para quando ganhar na loteria, ou completar o grande projeto de vida.

Ser feliz significa apreciar a vida em cada pequeno detalhe em tudo que transcorre no dia a dia.

Muitas vezes, a prepotência se coloca como uma barreira para apreciar a vida. Imaginamos que somos tão poderosos e vamos criar um impacto enorme nesse mundo.

Na verdade fazemos a diferença nas pequenas ações, e os frutos que colhemos aparecem em ações deliberadas e mesmo involuntárias no dia a dia.

Paciência e humildade irão te ajudar a esperar e a saborear os frutos quando chegarem.

R.S. Beco

Um momento de paz

A paz no nosso dia a dia é, sobretudo, uma paz interior.

Muitas vezes as circunstâncias não mudam nadinha, mas a turbulência interna, o diálogo negativo incessante não nos deixa em paz.

Respire fundo, lenta e compassadamente e deixe ir as preocupações que muitas vezes estão apenas na nossa imaginação.

Sinta a ventania mental se acalmar, sinta este momento de paz quem vem dentro de você.

Para quem acredita, se conecte com aquela Força Superior, sintonize o seu coração, e deixe a paz te inundar, mesmo que por um breve momento.

Sinta a energia do bem te revigorar. Perceba a ruminação mental baixar o volume, perder o seu efeito danoso.

A nossa mente é um caso sério. Temos que acalmar os nossos medos, o cérebro ancestral, permitir o diálogo entre a razão e a emoção e restaurar a harmonia. Sei que não é uma tarefa fácil, mas vale sempre tentar, pois o benefício é grande.

Não deixe a sua mente se acostumar com tanta confusão nem o coração se embrutecer com coisas negativas que você não consegue evitar.

Uma caminhada compassada, concatenada com a respiração, sem destino certo, apenas uma meditação caminhando pode te ajudar a ficar em paz. É um desapegar, se distanciar desse diálogo mental neurótico, isolar um pouco as preocupações infundadas acerca do nosso futuro, e deixar a paz tomar o seu lugar.

A nossa mente navega por prioridades, problemas sem fim, coisas do passado que não deveriam mais tomar lugar nas nossas preocupações, e temos que buscar um mecanismo para acalmá-la.

Quando conseguimos momentaneamente silenciar esses muitos tormentos, nos permitimos pulsar harmonicamente com tudo que nos cerca. E quando isso acontece, temos que usufruir, sem resistência, agradecidos e humildemente valorizados.

R.S. Beco

Permita

Muitas vezes ficamos tão ansiosos que acabamos travando os nossos próprios caminhos. Permita que a vida se desenrole, com calma, e deixe que ela revele as perspectivas e alternativas que você tem pela frente.

As coisas podem te parecer desconectadas e sem sentido, mas olhe a sua realidade com mais serenidade e perceba o quanto você tem sido abençoado. As dicas e alertas que você recebe ao longo do seu caminho são inúmeras, e é preciso estar atento para perceber. Muita agitação e estresse desviam o nosso foco para o essencial.

Os caminhos que nos são revelados são sutis, e quando estamos ansiosos, afobados, deixamos de perceber, nos sentimos perdidos e a ansiedade aumenta.

Aceite as decepções por eventos passados, mas não deixe que ele enuvie o futuro que vem pela frente.

Não permita que os ressentimentos tirem o sabor daquilo que transcorre na sua vida agora mesmo.

Deixe que as oportunidades te alcancem, que os caminhos se abram e que a alegria se revele a cada momento.

Deixe que o mundo te mostre o que você precisa fazer, e todos nós temos uma missão, um chamado, aquilo que dá sentido à nossa vida.

Sei que você quer estar no comando, controlar tudo na sua vida, mas não é a realidade.

O futuro pode ser imprevisível, e a maior parte dos eventos acontece a despeito da nossa vontade.

Hoje você está aqui, amanhã está lá, e no meio de tudo isso, as janelas vão se abrindo. Mas elas se abrem bem de pouquinho, uma pequena fresta, uma luz quase imperceptível. Perceba, aceite e deixe que o futuro seja brilhante para você.

Abrace a vida e tudo de bom que vem com ela. Aceite as circunstâncias como quem está de passagem. Tudo passa, e no final, o importante é você, a experiência que acumula e as lições que tira de tudo que vivencia.

Busque sempre a harmonia e o alinhamento dos seus pensamentos, suas ações e o proposito de vida.

Faça por você, pelos outros e ajude a melhorar o lugar onde você está.

R.S. Beco

Jardim Botânico

Jardim Botânico

Temos que mudar a nossa atitude para sentirmo-nos mais felizes com a nossa própria realidade.

É um hábito ruim, esperar a situação mudar para ser feliz. Enfim, estamos adiando a felicidade para quando a bonança chegar, quando a tempestade passar, quando encontrar alguém, ou quando alguém que nos atormenta nos abandonar.

A felicidade pode exigir nada mais do que um ajuste na sua atitude, uma visão renovada da própria realidade.

Tire o olhar momentaneamente daquilo que não tem e deseja, e olhe honestamente para aquilo que já possui, incluindo as amizades e relacionamentos.

Sinta que a simples mudança de foco te traz um sentimento mais positivo, de gratidão, de satisfação.

Mirar o futuro e desejar coisas novas, melhores condições de vida, é importante, mas o essencial é viver o momento presente, com foco e satisfação.

A vida não deve passar despercebida, e somos mestres em perder o sabor do momento presente.

Culpamos a correria, as prioridades, os afazeres do lar, cuidar da família, mas usufruir da própria vida é uma escolha que devemos considerar. Afinal a vida é nossa, e só nós sabemos o que nos faz felizes.

Mas a vida pode ser mais simples, e a felicidade pode estar escondida em coisas tão pequenas, e momentos tão furtivos.

Um momento bem vivido, uma vida com significado, não tem substituto, nem mesmo o maior prêmio da loteria.

Mas a vida é como se apresenta, e temos que mudar o nosso olhar para poder apreciar.

Não falo em dourar a pílula, ou uma atitude resignada frente às necessidades. A vida é uma benção, e estar vivo já é um milagre.

Podemos muito bem enxergar o copo meio vazio quanto o copo meio cheio, e isso faz uma enorme diferença no prazer que tiramos da vida.

Procuro experimentar a felicidade no momento, na realidade presente, como um verdadeiro presente que me é revelado exatamente agora.

R.S. Beco

A escolha é sua.

Podemos exercitar a nossa discricionariedade, ou livre arbítrio cotidianamente. Escolher alimentar a raiva, ser generoso, ajudar, e mesmo que ninguém nos empurre ou estimule para tal decisão, exercitamos a escolha todo momento.

O que explica algumas pessoas se sentirem felizes e satisfeitas nas mesmas circunstâncias em que outras se sentem depauperadas, miseráveis?

A nossa vida é em grande monta, determinada pelo que se passa dentro de cada um, ao invés das circunstâncias que envolvem os eventos da vida.

E por incrível que pareça, às vezes escolhemos o pior para nós mesmos. É um contrassenso, e devemos ficar atentos, pois as armadilhas do pensamento, e a confusão que nos aprontam os conflitos da razão e da emoção, não raro nos empurram para consequências inesperadas e indesejáveis.

À medida que as decisões e as escolhas definem a sua vida, faça de tudo para que seja para o seu bem. Cuide de si, e cuide para que as escolhas reflitam aquilo que é o seu propósito, o que dá sentido à sua jornada.

Em tudo que você faz na vida, observe os momentos de escolhas, e não caminhe no piloto automático, sem sequer perceber as escolhas que está fazendo, afinal, é a sua vida que está em jogo. Não digo que seja uma questão de vida ou morte, mas não queremos chegar ao final do percurso e descobrir que tomamos atalhos equivocados e o caminho na verdade não era esse.

Escolha também caminhar com mais leveza, sem carga desnecessária, aquela da inveja, da culpa e dos ressentimentos.

Escolha ser feliz, a despeito de tantas adversidades que a vida lhe reservou. Nesse ponto somos todos iguais, e ninguém ficou livre de receber uma mochila para carregar no percurso. Só não coloque nela aquilo que não vai precisar.

Escolha sem se sentir obrigado, preserve a sua individualidade, e experimente a simplicidade, o desapego e a generosidade.

R.S. Beco

A vida de qualquer um é de muito trabalho.

Temos que arregaçar as mangas e colocar mãos à obra. Não há tempo para fazer corpo mole, procrastinar ou empurrar com a barriga.

É como navegar contra a correnteza. Se ficarmos inertes, estagnados, na verdade andamos para trás.

Não devemos parar para reclamar dos problemas.

Não interrompemos uma tarefa para culpar os outros.

Na verdade, temos que resolver as dificuldades, aprender as lições e seguir em frente.

O trabalho é conjunto, comunitário e ninguém faz ou se faz sozinho. Temos que aprender a trabalhar com os outros.

A glória e a vitória são sempre conjuntas, e mesmo para atletas olímpicos, há sempre uma equipe dedicada por trás.

Nos dedicamos junto aos familiares, na empresa, na comunidade e não deixamos a peteca cair mesmo na generosidade com aqueles que nos cercam.

Temos objetivos e metas e, sobretudo, nos dedicamos àquilo que traz sentido às nossas vidas.

Procuramos, nutrindo as nossas virtudes, tornarmos pessoas melhores, um dia de cada vez.

Dificuldades e adversidades é uma rotina de qualquer pessoa, e não devemos fugir da batalha.

Quanto maior a dificuldade mais acentuada é a nossa habilidade para lidar com as coisas da vida.

Nunca pela para não ter problemas, mas sim, para ter a coragem e a sabedoria para resolvê-los um a um.

Esteja sempre com a mente aberta para aprender em qualquer circunstância. Quando o aprendiz está pronto, o mestre aparece. A vida é uma escola para aqueles que a frequentam com dedicação.

Tocar a vida no piloto automático não nos habilita a resolver os problemas, nos impede de crescer, e ao final, vamos nos dar conta que a vida foi desperdiçada com coisas que nada contribuiu e que sequer nos recordamos.

Viva plenamente em movimento, dedicado, na labuta, e se sentira realizado e feliz.

R.S. Beco

As nossas emoções têm uma complexidade que não devemos desprezar nem descuidar.

Compreender os sinais que vêm do coração, sutis, e não raro confusos, é uma tarefa diária.

Sentimentos negativos, positivos, inflamados, exaltados, e não por isso deixam de ser genuinamente nossos.

Normalmente, os sinais confusos exigem paciência e calma, enfim, deixar a poeira das emoções se assentar.

Muitas vezes, deixamos tudo dormir uma noite, e de manhã, as coisas adquirem uma importância diferente.

O que pode parecer o caminho mais curto, deixar que as emoções dominem, acaba sendo um transtorno, revidamos desproporcionalmente os acontecimentos e prejudicamos os nossos relacionamentos.

Reconheça as suas emoções e também o impulso que elas apresentam para comandar as suas ações. Aceite o que está sentindo, e dê credito ao coração, e não mantenha tudo engarrafado e contido. É saudável expressar as emoções, mas faça isso de maneira construtiva. No calor dos acontecimentos, podemos facilmente enfiar os pés pelas mãos, e permitir que a fervura dos relacionamentos ultrapasse o limite razoável.

Avalie com objetividade o que está acontecendo, pois as emoções podem dar sinais equivocados, e acabamos confusos.

Sei que temos que fazer um esforço para fazer amigos e um esforço maior para mantê-los, mas às vezes o esforço acaba sendo unilateral, reflita se vale a pena investir tanto, sem retorno, sem contrapartida.

As emoções são parte inalienável do nosso ser, mas temos que cuidar para não sermos levados unicamente pelo balançar dos seus ventos. A razão tem que se apresentar, contrapor, ajudar, e em alguns casos, simplesmente assumir o timão.

Busque algum recurso para relaxar, uma meditação, exercício físico, ou escreva a respeito. Procure entender com muita calma o que se passa no seu coração.

Não coloque tanta energia em combater as emoções, especialmente quando eles se apresentam inflados e confusos.

Se dê um tempo, respire fundo e tudo vai se colocar no devido lugar.

Vá com calma e cuide de si com muita gentileza.

R.S. Beco

Recupere aquele olhar puro de criança, aquele capaz de se admirar com pequenas e sutis maravilhas do cotidiano.

Houve tempo em que você passava um tempão entretido e encantado com uma coisinha pequena, simples.

Experimente novamente aquele olhar livre de preconceitos, carregado de afeto.

Reflita sobre a sensação de aceitar completamente o mundo que te cerca.

Vê se consegue se afastar um pouco da complicada vida cotidiana, um tempo para você mesmo.

Se imagine sentar num banco de jardim e se conectar com uma pequena peça da natureza, uma flor, uma borboleta, ou mesmo a brisa fresca do entardecer.

A vida da criança é sempre cheia de mágica, e mesmo as coisas sem importância, simplórias até, adquirem um significado especial.

Se imagine criança na consciência pura das coisas que te cercam, enxergando além dos obstáculos.

Nem dúvidas, nem receios, mas simplesmente a crença de que o futuro proverá. Como está no livro de Mateus, os pássaros não plantam, não colhem e nem estocam nos celeiros, mas uma Força Divina os alimenta.

Acredite num mundo melhor, e saboreie a vida nas mínimas coisas, com uma admiração infantil, um olhar de aprendiz, ávido por novidades, afinal, cada experiência é uma aprendizagem.

Pense no mundo repleto de possibilidades para você. Imagine se libertar das amarras e explorar as oportunidades que se descortinam na sua frente.

Tudo o que você aprendeu ao longo da sua vida sem sombra de dúvida te tornaram uma pessoa mais capaz, mas enuviaram o olhar sem julgamento, sem críticas que te permitiam experimentar a felicidade com mais frequência.

Se permita ser, na maior pureza da alma e se sinta unificado com tudo e com todos.

R.S. Beco

Ouse se perdoar.

Reconheça as coisas ruins que fez no passado, não coloque para debaixo do tapete nem tente atribuir irrelevância.

Encare com honestidade, mas, sobretudo, ouse se perdoar.

Quando conseguimos levantar a autoestima é sinal de que encontramos dentro de si mesmo, algumas coisas que nos puxam para cima. E quando não encaramos de frente algumas coisas que fizemos no passado e que nos incomodam, isso fica nos derrubando, mesmo quando tudo anda bem.

Quando nos perdoamos, é porque fizemos as pazes com aquelas coisinhas dentro de si que nos puxam para baixo.

O ato de perdoar é um ato de coragem e de amor consigo mesmo, e é algo que fazemos sozinhos, em silêncio, e como muito bem lembra Lewis Smedes, não temos que ouvir as outras pessoas, lembra ele que: “pessoas hipócritas não querem que você se perdoe – elas querem que você caminhe para sempre sob o guarda-chuva negro da vergonha permanente”.

Faça isso em solitude, um recolhimento voluntário na sua paz interior, e se perdoe. Olhe para você, mais jovem, inexperiente, e que involuntariamente fez alguma coisa ruim que quer deixar para trás.

Olhe para os eventos com honestidade, não minimize, não justifique e nem mesmo tente empurrar a culpa para os outros.

O perdão é uma libertação, e quando fazemos consigo mesmo, é uma benção, algo que deveríamos ter feito há muito tempo.

Demorei muito a aprender esta lição, e passei décadas me recriminando, me culpando por coisas que fiz. Não cometi nenhum crime e nem prejudiquei outras pessoas dramaticamente, mas todos nós estamos sujeitos a magoar alguém algum dia. Muitas vezes não podemos nos desculpar, e as pessoas já se foram.

Mas podemos e devemos seguir em frente, sem essa carga desnecessária.

Assim como deixamos cair uma mochila pesada dos ombros, devemos fazer esse movimento emocional com os eventos que ainda nos machucam.

Assim vamos seguir mais leves, mais aptos para apreciar a vida plenamente.

R.S. Beco

Quando somos feridos, e sempre é a história do bandido e mocinho, alguém, o bandido, fere alguém propositalmente, o mocinho.

Temos que saber imediatamente de onde partiu a agressão, pois se ficarmos distraídos, resmungando, vai acontecer de novo.

Temos que manter a cabeça erguida, mesmo quando somos agredidos, e isso vale especialmente quando os golpes são baixos. Você recebe um golpe baixo, fica de autoestima baixa, abaixa a cabeça, e sabe muito bem aonde vai levar o próximo golpe.

Por outro lado, sempre nos posicionamos como o cordeiro inocente e desavisado que foi agredido injustamente, mas sabemos que não somos assim tão puros, e mesmo involuntariamente podemos ter provocado esta reação, esta agressão.

Temos que ser honestos quando analisamos, pois do contrário, estaremos mentindo para nós mesmos, e ainda reagindo de maneira desproporcional e inadequada.

Mesmo quando somos a parte injuriada, não somos a parte completamente inocente, mas isso não justifica ficar se fazendo de capacho, pois isso é um convite para novas agressões.

Temos que aprender a cuidar de si mesmo, ser generoso e amigo, mas temos que nos proteger.

Sei que o mundo não é assim tão perigoso, mas aquele que se coloca por baixo, acaba mesmo virando saco de pancadas.

Agressões são inadmissíveis, e temos que cuidar para que os relacionamentos sejam honestos, afetuosos, de um lado e de outro.

A natureza humana é complexa, e temos que ficar atentos para decodificar os comportamentos.  Não revide as agressões, pois como disse Gandhi, olho por olho vai tornar o mundo um lugar de cegos.

Cuide da sua integridade, fique bem, e seja feliz.                                                                      R.S. Beco

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 223 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: